FUTEBOL

Palmeiras tem dois expulsos e empata com o Galo; confira

09/09/2017

Foram quatro pênaltis, sendo três marcados e apenas um convertido. Neste sábado, Atlético-MG e Palmeiras empataram por 1 a 1 no estádio Independência, na abertura da 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, em partida recheada de polêmicas com arbitragem e dois palmeirenses expulsos.

 

O início de jogo no Independência já deu mostras das polêmicas de arbitragem que viriam a seguir. Com três minutos, Luan impediu finalização de Willian dentro da área com o braço, mas Leandro Pedro Vuaden deixou o jogo seguir. Ainda no primeiro tempo, o árbitro anotou pênalti de Egídio, que Fred cobrou, mas parou em Fernando Prass e seguiu há seis jogos sem marcar. Na sequência, animado pela defesa, o Verdão abriu o placar com Deyverson.

 

Antes do intervalo, Vuaden anotou nova penalidade, desta vez de Luan, que acabou expulso pelo segundo cartão amarelo. Desta vez, Fábio Santos foi para a bola e cobrou no ângulo esquerdo de Fernando Pras, sem chances para o goleiro.

 

Na etapa final, antes dos dez minutos, Leonardo Silva desviou cobrança de escanteio com a mão, mas na cobrança, Deyverson bateu muito mal e parou em Victor. Por fim, o atacante do Palmeiras ainda colocou a mão na bola em sua área, mas a arbitragem marcou primeiramente a falta de Fred sobre o palmeirense.

 

Ainda houve tempo para, aos 32 minutos, o Palmeiras ficar com nove jogadores em campo. Valdivia entrou por cima da bola em disputa com Willian e solou a coxa do palmeirense, que revidou com um chute na virilha do atleticano. O alviverde acabou expulso, enquanto o alvinegro não receber sequer o cartão amarelo.

 

Com o resultado, o Verdão mantém a quarta posição, agora com 37 pontos (13 a menos do que o líder Corinthians), mas ainda pode ser ultrapassado pelo Flamengo no domingo. Já o Atlético-MG, com 30, ocupa momentaneamente a nona colocação (ainda pode ser ultrapassado no complemento da rodada).

Comente

Copyright © Sertão Informado 2005-2016. Desenvolvido por Thiago Formiga